Portal da Cidade Mogi Mirim

REFINAVA DROGAS

Vírgula é capturado com drogas em operação do SIG e da Polícia Militar

Em uma casa na Santa Luzia, traficante mantinha uma grande quantidade de maconha, crack e cocaína

Postado em 23/07/2021 às 05:55 |

Após uma minuciosa investigação, que durou mais de um mês, os policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Mogi Mirim a “estourar” um laboratório de refino de cocaína e crack que funcionava a todo o vapor na Zona Norte da cidade. Ao todo, foram aprendido smais de 12 quilos dessas drogas.

O laboratório pertenceria a André Luís Fértil, conhecido como Vírgula, um dos mais famosos traficantes da cidade, que foi capturado na operação. Com ele estavam, Alex Ferreira Araújo de Ataíde e Isaak Gabriel Rodrigues Barbosa. Outros três suspeitos conseguiram escapar.

No local, também havia uma grande quantidade de maconha e centenas de tubetes de cocaína prontos para a venda. Na manhã desta sexta-feira, os investigadores do SIG, com o apoio da Polícia Militar, foram até um endereço no bairro Santa Luzia, onde funcionava o laboratório. Quando tentavam arrombar o portão da frente da casa para invadir o local, Vírgula e outros cinco comparsas que estavam no interior do imóvel tentaram fugir, pulando os muros do fundo da casa, dando início a uma perseguição desenfreada pelo bairro.

Os outros três já foram identificados e seus nomes constarão do inquérito que será aberto sobre tráfico de drogas. Na casa, os policiais encontraram, pelo menos, nove tijolos grandes de maconha, dois tijolos de pasta base de cocaína, crack e sacos com centenas de tubetes que seriam preenchidos com cocaína.

Os policias acreditam que o laboratório fornecia drogas para as “biqueiras” da Zona Norte. Os investigadores ainda aprenderam aproximadamente R$ 1 mil em dinheiro, balanças de precisão e, em outro cômodo da casa, foram encontrados três revólveres, sendo um calibre 38 e dois calibre 32, todos sem munição.

Vírgula, Issak e Alex Ferreira foram encaminhados para a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Mogi Guaçu onde foram ouvidos pelo delegado Alessandro Morcillo, que é quem estava chefiando as investigação. Eles deverão ser transferidos para a UDTE (Unidade de Detenção, Triagem e Encaminhamento) de Itapira.

Neste momento eles estão sendo ouvidos pelo delegado. Já as drogas pesaram 8,8 quilos de maconha, 2,7 quilos de crack e 820 gramas de cocaína. Além da equipe do SIG, participaram das ações o sargento Bernardo Gomes, os cabos Gianotto, Conde, Wellington, Salgueiro e o soldado De Souza.


Fonte:

Receba as notícias de Mogi Mirim no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias

data-matched-content-ui-type="image_stacked" data-matched-content-rows-num="2" data-matched-content-columns-num="3">